Tratamento

Doença de Alzheimer.

A Doença de Alzheimer é uma doença do cérebro, degenerativa, progressiva, com início mais freqüente após os 65 anos, que leva a perda progressiva das habilidades de pensar, raciocinar, memorizar, além de alterações no comportamento e na linguagem.

As causas da Doença de Alzheimer ainda não estão conhecidas. Alguns estudos apontam como fatores importantes para o desenvolvimento da doença: aspectos neuroquímicos, aspectos ambientais (exposição/intoxicação por alumínio e manganês), aspectos infecciosos (infecções cerebrais e de medula espinhal) e pré-disposição genética em algumas famílias, não necessariamente hereditária.

O principal sintoma é o esquecimento. Na fase inicial da doença, a pessoa afetada mostra-se um pouco confusa e esquecida e parece não encontrar palavras para se comunicar.

Na fase intermediária necessita de maior ajuda para executar as tarefas de rotina, pode passar a não reconhecer seus familiares.No período final da doença, existe perda de peso mesmo com dieta adequada, dependência completa, torna-se incapaz de qualquer atividade de rotina da vida diária e fica restrita ao leito.

Através de exames de imagem e de testes neuropsicológicos, podemos diferenciar a Doença de Alzheimer das demais. Não existe cura conhecida para a Doença de Alzheimer, por isso o tratamento destina-se a controlar os sintomas e proteger a pessoa doente dos efeitos produzidos pela deterioração trazida pela sua condição.

O tratamento varia de caso a caso, sendo o principal objetivo retardar a progressão da doença e manter a qualidade de vida do paciente.