Exame

Eletroneuromiografia

O que é?

A Eletroneuromiografia é um procedimento que avalia a função do sistema nervoso periférico (nervos e músculos). É composta por duas etapas: o estudo da condução nervosa (realizado através da aplicação de estímulos elétricos) e a eletromiografia propriamente dita (estudo realizado através da introdução de pequenas agulhas na pele).

É doloroso?

Embora envolva aplicação de choques elétricos nos nervos e introdução de agulha descartável nos músculos, o exame é tolerado pela maioria dos pacientes.

Indicações.

O exame é indicado para avaliar lesões do sistema nervoso periférico, que costumam se manifestar com diversos sintomas, como dor, formigamento, paralisias, fraquezas, cãibras e movimentos anormais. Situações comumente avaliadas pela eletroneuromiografia são: síndrome do túnel do carpo, compressão de nervos na coluna por hérnia de disco, paralisia facial, entre outros.

Contraindicações.

O exame não pode ser realizado em pacientes com marca passo cardíaco, neuroestimuladores ou desfibriladores cardíacos.

Preparo

Pacientes em uso de anticoagulantes orais ou antiagregantes plaquetários (marevan, coumadin, xarelto, pradaxa, marcoumar, AAS, clopidogrel), devem conversar com seus médicos assistentes e caso autorizado, suspender a medicação 72 horas antes da realização do exame. Não há necessidade de jejum.

Evitar aplicação de cremes na região a ser examinada. Pacientes em uso de Mestinon devem suspender a medicação 24 horas antes da realização do exame, desde que autorizado pelo médico responsável.

É fundamental trazer exames prévios, sobretudo eletroneuromiografias anteriores ou exames de ressonância magnética de coluna.

Tempo do exame.

O exame dos membros superiores ou dos membros inferiores demora aproximadamente 30 minutos. O exame dos quatro membros demora cerca de 1 hora. Dependendo da complexidade do caso pode ser um pouco mais longo.